Mostra Maracá de Cinema acontece de 06 a 18 de dezembro

A sessão de abertura trouxe ao público o lançamento de dois filmes de curta-metragem produzidos na Oficina “Narrativas audiovisuais em contextos indígenas”, ministrada pelo NICE (UFS)

De 06 a 18 de dezembro acontece, remotamente, a Mostra Maracá de Cinema. O evento foi pensado para visibilizar e fortalecer a criação de uma rede audiovisual indígena do Nordeste, Norte de Minas Gerais e Espírito Santo, seus coletivos e realizadores. A Mostra conta com 61 filmes de curta e média-metragens realizados por diretoras e diretores indígenas de 16 etnias diferentes, mostrando a riqueza e a diversidade cultural desses povos e de sua produção audiovisual. Organizados em 11 programas por eixos temáticos e 2 sessões especiais de lançamentos de filmes, a mostra terá ainda 3 mesas de debate.

Este espaço de partilha faz parte de um projeto mais amplo e anuncia o lançamento da Plataforma Narrativas Indígenas (narrativasindigenas.ensp.fiocruz.br), com o objetivo promover o diálogo intercultural, e dar visibilidade às lutas por saúde, dignidade, direitos territoriais e preservação da cultura desses povos indígenas.

A sessão de abertura da Mostra Maracá, na última segunda-feira, 06 de dezembro, trouxe ao público o lançamento de dois filmes de curta-metragem produzidos na Oficina “Narrativas audiovisuais em contextos indígenas”, que foi ministrada pelo Programa Interdisciplinar de Cinema e Educação (NICE/UFS) como uma das ações do projeto “Narrativas, memórias e diálogos interculturais”. Os curtas apresentados foram “Cabeça Seca”, realizado pelo coletivo Tingui Filmes no Território dos Tingui-Botó d/AL e “Limolaygo Toype – Agricultura que cuida”, realizado pelo coletivo Ororubá Filmes no Território dos Xukurus de Ororubá/PE.

A sessão especial de abertura foi transmitida pelo canal da VideoSaúde (https://youtu.be/Z6iZDdzc5qQ) e foi seguida de um diálogo com os realizadores das obras, Marcelo Tingui e Kleber Xukuru e o cineasta Silvio Tendler, com a mediação de André Monteiro e Marina Fasanello, coordenadores do projeto.

O projeto “Narrativas, memórias e diálogos interculturais”

O projeto visa contribuir com lacunas nas práticas e serviços de saúde indígena a partir de uma perspectiva intercultural dos saberes dos territórios e os acadêmicos, bem como induzindo a produção e circulação de conhecimentos que contribuam com a organização e modos de vida, como os saberes e práticas tradicionais, agroecológicas e de promoção da saúde. A linguagem audiovisual se constitui como fio condutor dos saberes e práticas na formação de lideranças e conselheiros de saúde indígenas.

Tem-se como objetivo fortalecer e promover experiências dos povos Xukuru do Ororubá/PE e Tingui-Botó/AL, induzindo a produção e circulação de narrativas, resgate de memória e diálogos interculturais para contribuir na criação de uma rede audiovisual indígena do Nordeste, como estratégia de promoção da saúde, da agroecologia, da formação de conselheiros de saúde indígenas e fortalecimento do SasiSUS nos territórios.

Esse projeto é construído e coordenado pelo Lasat/Fiocruz-PE, Neepes/ENSP/Fiocruz e Territórios Indígenas Xukuru de Ororubá/PE, Tinguí-Botó/AL, com a colaboração da APOINME, NICE/UFS, IP/UFAL, UPE/CG, CES/UC/PT e VideoSaúde/Fiocruz.

Programação da Mostra Maracá de Cinema

A Mostra Maracá de Cinema acontece de 06 a 18 de dezembro, conta com 61 filmes de curta e média-metragens realizados por indígenas de 16 etnias diferentes. As obras audiovisuais estão organizadas em 11 programas por eixos temáticos e 2 sessões especiais de lançamentos de filmes. Assista aos filmes no site da plataforma: https://narrativasindigenas.ensp.fiocruz.br

As mesas de debate acontecem nos seguintes dias:

6/12 – 15h

Abertura: Narrativas audiovisuais em contexto indígenas

Lançamento dos filmes “Cabeça Seca” e “Limolaygo Toype – Agricultura que cuida” 

Diálogos com Sílvio Tendler, Marcelo Tinguí e Kleber Xukuru

Mediações: André Monteiro e Marina Fasanello 

13/12 – 15h

Coletivos Audiovisuais Indígenas

Diálogos com Vanuzia Pataxó, Tayho Fulni-ô e Marcelo Tingui

Mediações: Sérgio Borges e Karliane Nunes

16/12 – 15h

Marco Temporal 

Lançamento do filme “Tempos de resistência”

Diálogos com: Cris Pankararu, Ana Pontes e Alexandre Pankararu 

Mediações: Felipe Milanez 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: