Apresentação

O Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Cinema (PPGCINE), da Universidade Federal de Sergipe, consiste em oferecer formação acadêmica na área das Ciências Humanas em suas múltiplas abordagens sobre o cinema, a partir de perspectivas interdisciplinares mediante diálogos entre comunicação, ciências sociais, filosofia, psicologia, religião, música, teatro, educação, área da saúde, entre outros.

Tem como objetivos:

  • Promover a pesquisa interdisciplinar e o aperfeiçoamento da formação acadêmica dos graduados das áreas de Humanas e afins, na perspectiva do Cinema como modo de pensar e interpretar a sociedade contemporânea nos seus múltiplos aspectos.
  • Fomentar a relação interdisciplinar entre Cinema e formações acadêmicas em amplo espectro – Comunicação, Sociologia, Antropologia, Filosofia, Psicologia, Letras, Música, Teatro, área da Saúde etc.
  • Promover a pesquisa no âmbito da Pós-graduação em Cinema através de produção científica voltada para a temática.
  • Propiciar aos discentes ferramentas úteis para a reflexão e a prática do Cinema mediante estratégias metodológicas que priorizem a interface comum entre as áreas envolvidas.
  • Fomentar a construção de futuro Doutorado Interdisciplinar em Cinema.

O Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Cinema (PPGCINE) é resultado do amadurecimento de diálogos iniciados, a partir de 2009, entre professores-pesquisadores em cinema com atuação em diferentes cursos da Universidade Federal de Sergipe (UFS), tais como Arquitetura, Biologia, Ciências Sociais, Teatro, Cinema e Audiovisual, Design Gráfico, Educação Física, Filosofia, Letras e Psicologia. Partimos do entendimento de que, no campo da pesquisa, a perspectiva interdisciplinar permite reconhecer a importância do cinema como instância social capaz de refletir a contemporaneidade nos seus mais diversos aspectos, possibilitando o estudo da produção cinematográfica sob múltiplos olhares, articulando diálogos e efetivando a produção de um saber inovador e orgânico, que gera ações e projetos nos eixos da extensão e do ensino.

Atualmente oferece o curso de mestrado acadêmico intitulado Mestrado Interdisciplinar em Cinema e Narrativas Sociais, com uma área de concentração (cinema e narrativas sociais) que abarca duas linhas de pesquisa: (1) cinema, linguagem e relações estéticas; (2) cinema e narrativas do contemporâneo. Trata-se de uma proposta pioneira no Nordeste, embora a região ofereça um significativo número de cursos de graduação em audiovisual. Em âmbito nacional existem apenas três cursos de pós-graduação nessa área, todos sediados no estado de São Paulo.

Desde 2009 a Universidade Federal de Sergipe (UFS) conta também com uma graduação em Audiovisual, que em 2016 se transforma em Curso de Cinema e Audiovisual. Vinculado ao curso e funcionando desde 2010, o Cine Mais UFS (coordenado pela professora Ana Ângela Farias – PPGCINE/LAPPA) é um cineclube que atua em parceria com o Programa Cine Mais Cultura do Ministério da Cultura (Minc). O projeto exibe filmes brasileiros (e outras produções audiovisuais, tais como os trabalhos dos alunos da UFS) semanalmente, e já se tornou uma referência na instituição em termos de difusão do cinema nacional com pouco espaço nas salas comerciais. O projeto também abre espaço para os realizadores sergipanos, sejam alunos da UFS ou não, abrindo uma possibilidade de encontro entre diretores e público. O Cine Mais UFS incentiva também o potencial do cinema na escola, com parcerias junto a inciativas nacionais, tais como o projeto Inventar com a Diferença (Universidade Federal Fluminense/UFF e Secretaria Nacional dos Direitos Humanos).

Outros projetos na UFS atuaram ou atuam com cinema e educação, tais como o “Cine Debate – O texto cinematográfico como tecnologia da informação e da comunicação aplicada a educação”, que funcionou entre 2007 e 2009 através do NUCA – Núcleo de Pesquisa em Comunicação e Tecnologia/UFS, coordenado pela professora Lilian Cristina Monteiro França – NPGCINE. O projeto propiciou discussão sobre o uso do cinema em sala de aula, a alfabetização audiovisual de alunos e professores, a qualificação de docentes e o desenvolvimento de estratégias interdisciplinares para o processo de ensino/aprendizagem.

Já o Centro de Memória da Educação Física, Esporte e Lazer (CEMEFEL) de Sergipe vem, desde 2010, organizando anualmente o “Seminário de Extensão” cujo foco principal é articular produções cinematográficas diversas com temáticas transversais, tais como: esportes, corpo, lazer, megaeventos etc. Coordenado pelo professor Hamilcar Silveira Dantas Junior (PPGCINE), o projeto vem abrindo caminho para estudantes e docentes da Educação Física e de outras áreas acadêmicas e profissionais se aproximarem do Cinema enquanto ferramenta de reflexão, compreensão e crítica social, política, cultural e econômica.

O projeto de extensão intitulado “Corpo e Cinema do Ensino Médio” foi realizado em 2014 no Colégio Estadual Prof.ª Glorita Portugal, localizado no Conjunto Eduardo Gomes, na cidade de São Cristóvão, com alunos do Ensino Médio. O projeto apresentou oito filmes, onde as questões ligadas ao corpo assumiam centralidade. A iniciativa teve a frente os professores Fabio Zoboli (coordenador e membro do PPGCINE) e Renato Izidoro da Silva (colaborador e membro do PPGCINE).

No campus de Itabaiana funciona o projeto “CineEducação: formação docente, imagens e narrativas fílmicas sobre as infâncias”, coordenado pelo professor Marcos Ribeiro de Melo (PPGCINE). Descrição: O projeto envolve alunas/os das licenciaturas do Campus Prof. Alberto Carvalho e professoras/es da rede pública de ensino de Itabaiana em debates sobre imagens e narrativas fílmicas sobre as infâncias, com o objetivo de problematizar as experiências de subalternização das crianças em nossa cultura.

Outra atividade relevante recente na área do cinema, que teve a frente o próprio PPGCINE, foi o I Ciclo Interdisciplinar em Cinema, atualmente em sua segunda versão, que reuniu durante a Semana Acadêmica de 2014 (mês de setembro), professores do programa (Hamilcar Silveira Dantas, Carlos Eduardo Japiassú, Maria Beatriz Colucci, Lilian Cristina Monteiro França e Fabio Zoboli) debatendo cinco filmes sobre temáticas e abordagens diversas. O evento teve uma média de 90 pessoas por exibição e se constituiu como um momento fundamental para a consolidação do Núcleo Interdisciplinar em Cinema.

PERFIL DOS MESTRES
Os egressos do Programa deverão estar aptos a:

  • Exercer reflexão crítica sobre os processos sociais que envolvem o cinema.
  • Formular perspectivas inovadoras no diálogo acadêmico entre o cinema e as demais áreas envolvidas no Programa.
  • Contribuir de modo concreto com o amadurecimento e desenvolvimento da perspectiva interdisciplinar, em especial nas áreas de Humanas e Sociais, tendo o cinema como mediador primordial desse processo.
  • Produzir trabalhos científicos de alta excelência acadêmica, com potencial de inovação empírica, metodológica e teórica.
  • Atuar junto a Instituições de ensino superior, de pesquisa, organizações públicas ou privadas, com especial ênfase no exercício do magistério.
%d blogueiros gostam disto: